sábado, 7 de setembro de 2013

O Sr. Pip, Lloyd Jones

Ambientado na Papua Nova Guiné nos anos de 1990, em plena guerra civil, o romance, contado sob a perspectiva de Matilda, de 13 anos, mostra como um personagem de um dos grandes escritores do século XIX, Charles Dickens, é capaz de mudar a vida da jovem e de toda a sua comunidade, na ilha de Bougainville.Isolados por um bloqueio político, econômico e militar, os habitantes da ilha vivem com dificuldades e privações. A sorte de todos só mudaria quando o único homem branco que restara na aldeia decide reabrir a esquecida e também única escola do local, iniciando a leitura do clássico de Dickens Grandes esperanças. O impacto das aventuras do protagonista do livro, conhecido pelo apelido de Sr. Pip (nome do personagem principal na obra de Charles Dickens), ilumina de grandes esperanças Matilda e a gente de sua aldeia, sobrevivendo até ao inferno provocado pela guerra. (Skoob)

Ficha Técnica: Nome: O Sr. Pip
Autor: Lloyd Jones
Editora: Rocco
Páginas: 270


(imagem de arquivo pessoal)
Livro pouquíssimo conhecido no mundo literário brasileiro, me interessei pelo O Sr. Pip apenas por causa da magnifica frase que foi impressa na capa. Coloquei-o na minha lista de livros para a Maratona Literária e logo em seguida parti para a leitura e meu Deus, que livro!

Em meios a conflitos e medos, Jones colocou Mafalda, uma menina de treze anos para viver uma das histórias mais tristes que já li. A vida da garota é turbulenta, o relacionamento com a mãe não é dos melhores; ela sente falta do pai, que foi embora da ilha; sua vida é ameaçada pelos rebeldes e soldados que as vezes param na aldeia...  

Mas, o ponto essencial da obra é o poder transformador da literatura. Nas aulas do Sr. Watts, o novo professor, Mafalda tem contato pela primeira vez com um livro e, em cada uma delas um capitulo da história Grandes Esperanças é lido. Todos os alunos da classe acabam criando um mundo imaginário, bem diferente do que vivem, que se torna o ponto de escape para elas. Mafalda, principalmente, se envolve muito com a história e nas noites quentes da ilha, esquece seus problemas pensando na história. Quando cresce faz dela a sua vida.

A não ser que você deteste dramas e histórias de superação, leia este livro. Você com certeza não vai se decepcionar!

"É impossível fingir que esta lendo um livro. Seus olhos irão traí-lo. Assim como sua respiração. Uma pessoa fascinada por um livro simplesmente se esquece de respirar. A casa pode pegar fogo, e o leitor mergulhado num livro só erguerá os olhos quando o papel de paredes estiver em chamas."

#Flora

2 comentários: